Homenagem à Juventude Constitucionalista Voluntária de 32 do Setor Sul

Na ocasião foi homenageado Clineu Braga de Magalhães

A entrega da Medalha a Fraterno Mello Almada, recebida pelo seu filho Térsis de Mello Almada
A entrega da Medalha a Fraterno Mello Almada, recebida pelo seu filho Tércis de Mello Almada

Na manhã do sábado dia 17 de setembro de 2016, realizou-se a solenidade comemorativa dos 84 anos da Juventude Constitucionalista Voluntária de 32, simultaneamente, no Cemitério Municipal de Itapetininga e no Cemitério São Paulo, na capital.

Em ambas as solenidades, autoridades civis e militares, entusiastas, familiares e amigos de ex-combatentes da Revolução de 1932 estiveram presentes. No Cemitério São Paulo, na capital, a Juventude Constitucionalista Voluntária de 32 foi homenageada na pessoa do voluntário Clineu Braga de Magalhães, cabo da Segunda Companhia do Batalhão Universitário Paulista ’14 de Julho’, falecido com armas nas mãos no Combate do Cerrado, na cidade de Capão Bonito dia 17 de setembro de 1932, episódio que ficou registrado nos Anais da História Militar Terrestre do Brasil por “Os 300 de 32”.

Por conta de seu falecimento em combate, o Núcleo MMDC Paulistas de Itapetininga! As Armas!! sucursal da Sociedade Veteranos de 32-MMDC em Itapetininga solicitou a indicação de Clineu para ser merecedor da Medalha Constitucionalista, o que lhe foi concedida post mortem na solenidade pelo Cel PM Mário Fonseca Ventura, presidente da Sociedade que outorgou a medalha ao sobrinho do homenageado, Paulo Marcos Braga de Magalhães.

Neste mesmo evento, foi também afixado no túmulo de Clineu Braga de Magalhães, placa de PVC contendo QR Code que dá acesso a edição digital do livro ‘Diário de Campanha de 1932’, publicado em 1960 por iniciativa de seus amigos e que, em 22 de agosto de 2016, data dos 105 anos de nascimento de Clineu, pode ser encontrado em formato digital de acesso gratuito na internet, por iniciativa do prof. Jefferson Biajone e dos acadêmicos de tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Sérgio Augusto Peiretti, Thais de Souza Lopes e Luiz Eduardo de Oliveira Calderan, todos da Fatec de Itapetininga que digitaram, revisaram e ampliaram a obra, que incluiu prefácios de personalidades especialmente convidadas.

No Cemitério Municipal de Itapetininga, na mesma data e hora de inicio da solenidade do cemitério de São Paulo, o voluntário Clineu Braga de Magalhães e a juventude de 32 e que combateu no Setor Sul do Estado, foram homenageados nas pessoas de Fraterno de Mello Almada e de seu filho Dr. Clineu de Mello Almada.

O primeiro, destacado cidadão itapetiningano, durante a Revolução de 32 foi uma das lideranças civis que em muito concorreu para o auxilio de populações refugiadas da zona de guerra, tendo alojado em sua casa, inclusive, Clineu Braga de Magalhães. Quando do falecimento deste em combate,  Fraterno externou seu reconhecimento ao sacrífico de Clineu, batizando seu filho nascido a 21 de outubro de 1933, com o nome de Clineu de Mello Almada, o mesmo que anos mais tarde se tornaria conhecido magistrado paulista.

Na solenidade ocorrida em Itapetininga, em frente ao jazigo da família Mello Almada, onde se encontram sepultados o pai Fraterno e o filho Clineu, foi colocada  uma placa contendo QR Code que dá acesso ao histórico de vida de ambos e também da edição digital do ‘Diário de Campanha 1932’, de Clineu Braga de Magalhães. A Medalha Constitucionalista, por indicação do Núcleo MMDC de Itapetininga, foi concedida, post mortem, ao soldado constitucionalista Fraterno de Mello Almada, representado no ato pelo seu filho Tercis de Mello Almada.

Tal como ocorreu no Cemitério São Paulo, o Diploma de Honra ao Mérito Voluntário Clineu Braga de Magalhães foi igualmente concedido às seguintes personalidades: Marcos da Costa, presidente da OAB-SP, representado por Luiz Gonzaga Lisboa Rolim, Conselheiro Estadual da seccional paulista da OAB; Marcelo Antonio Ribeiro Camargo, representado pelo vereador Fuad Abraão Isaac;  Sérgio Augusto Peiretti, Thais Lopes de Souza e Luiz Eduardo de Oliveira Calderan, da Fatec Itapetininga;  Walter Luiz de Oliveira; Wilson Gomes de Almeida Junior, Marco Antonio da Silva Monteiro; Antonio Carlos Lopes da Silva,; Dirceu Campos; José Trindade Xavier e o ‘pracinha’ da Força Expedicionária Brasileira, Victório Nalesso.

As seguintes entidades prestigiaram o evento: Academia Itapetiningana de Letras, na pessoa de seu presidente, Mário Donato Sampaio;  Museu da Imagem e do Som de Itapetininga, na pessoa de seu presidente, Roberto Soares Hungria;  IHGGI – Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Itapetininga, na pessoa de seu presidente, Helio Rubens de Arruda e Miranda;  Tiro de Guerra (TG) de Itapetininga, na pessoa de seu chefe da instrução Sub Tenente Walber;  22º Batalhão de Policia Militar do Interior, na pessoa do Capitão PM Costa Mendes;  Lions Clube de Itapetininga, na pessoa de seu presidente Lucas Adriano Ravacci;  Revista Top da Cidade, na pessoa de seu publisher Fabio de Arruda e Miranda; Jornal Folha de Itapetininga, na pessoa de seu editor Carlos José de Oliveira; Associação dos Ex-Atiradores e Amigos do TG de Itapetininga, n apessoa do presidente Jair Franci Neto e o Portal dos Ex-Combatentes de Itapetininga, na pessoa de Afrânio Franco de Oliveira Mello, secretário de méritos e honrarias.

Falando em nome da Sociedade Veteranos de 32-MMDC e do Núcleo MMDC de Itapetininga, o professor Jefferson Biajone agradeceu aos participantes das duas solenidades.

No tumulo da família Mello Almada  foi afixada a placa realizada em parceria com a Fatec de Itapetininga e o Portal dos Ex-Combatentes, que disponibiliza aos visitantes  acesso, via QR Codes, que dão acesso as histórias de vida de Clineu Braga de Magalhães , Fraterno de Mello Almada e Clineu de Mello Almada;


QRCODE DO CLINEU E LIVRO (acima)

QRCODE DO DR. CLINEU (acima)

Nas fotos abaixo, cenas da cerimonia realizada no cemitério de Itapetininga:

a26-copyCapitão PM Costa MendesCapitão PM Costa Mendes

a23-copyJefferson Biajone e Tercis de Mello Almada

a24-copyA entrega da Medalha

a21-copyMarcos da Costa, presidente da OAB-SP, representado por Luiz Gonzaga Lisboa Rolim

a19-copyIHGGI representado pelo seu presidente Helio Rubens de Arruda e Miranda

a13-copy
a12-copy
a11-copyTiro de Guerra (TG) de Itapetininga, na pessoa de seu chefe da instrução Sub Tenente Walber;

a7-1-copyLuiz Eduardo de Oliveira Calderan

a20-copyThais Lopes de Souza

a18-copyWalter Luiz de Oliveira

a17-copyDecio Lobo Hungria falou sobre o heroi Fraterno

a16-copyLions Clube de Itapetininga, na pessoa de seu presidente Lucas Adriano Ravacci

a15-copyJornal Folha de Itapetininga, na pessoa de seu editor Carlos José de Oliveira

a14-copy
a10-copyRevista Top da Cidade, na pessoa de seu publisher Fabio Arruda Miranda

a9-copyAssociação dos Ex-Atiradores e Amigos do TG de Itapetininga, na pessoa do presidente Jair Franci Neto

a8-copySérgio Augusto Peiretti (centro)

a7-copyWilson Gomes de Almeida Junior

a6-copyDirceu Campos

a5-copyHelio Rubens, Roberto Soares Hungria e Afrânio Franco de Oliveira Mello

a4-copyO soldado da FEB Victório Nalesso recebeu seu diploma

a0-copyFamilia Mello Almada

a3-copyPadre Mario Donato presidente da AIL

Helio Rubens de Arruda e Miranda

Presidente do IHGG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *